Devaneio de veraneio – I

Toda a vida humana parece girar em torno do número de vezes que a pessoa completa uma volta ao redor do sol. Sendo este número redondo ou não, ele determina a maioria das fases do Homem, desde o momento em que você está apto para ser preso até a mensalidade do seu seguro de vida. Carregamos as translações ao redor da vida como anéis de metal debaixo da nossa cabeça que, se fossem arrancados, nossos pescoços se quebrariam. Chamamos estes anéis de Anos e o conjunto deles de Idade. De acordo com a sociedade em que se está, o número de anéis pode caracterizar o grau de sabedoria de cada indivíduo, partindo da lógica que este conheceria o Sol melhor cada vez que dá voltas ao redor dele. E é por isso que as coisas de nossa vivência se repetem em um ritmo incessante, pois a vida, aparentemente, passa cíclica, rotativa, centrípeta, redundante e esférica, até rodarmos de vez e cairmos no Ciclo do Carbono. Por isso que Viver é conhecer o Sol aos poucos. Viver é a eterna descoberta da Luz.

Viver é brincar de roda.

Anúncios

4 respostas em “Devaneio de veraneio – I

  1. Conhecer o Siol aos poucos também é sinal de humildade. É reconhecer que o nosso astro Rei, também não é o maior entre todos. Recordemos que Galileu foi condenado ao silêncio por por defender a teoria que o colocava no centro do universo no lugar da nossa Terra, Giordano Bruno foi condenado parar na fogueira por achar que a nossa Terra e o Sol faziam parte de um universo maior. Até hoje vivnos nesta grande ansia de descoberta da Luz. Valeu Frederico, está simplemente magistral.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s