Blues da noite perdida

Outra noite perdida
outra noite que pedia
meio e fim sem causa
vinho da rebeldia
outra noite perdida
outra noite perdiga
cigarro aceso na chuva
garrafa que esvazia
outra noite perdida
outonou e notívaga
a cegueira da boca
olhar que dá mordida
outra noite perdida
ostra sem ser partida
labirinto do grito
glote, faringe, amígdala
outra noite perdida
morte e despedida
não gerará lembrança
tampouco nostalgia
outra noite perdida
outra noite perdida
outra noite perdida
espero que alguém a ache
e lhe dê moradia.

Anúncios

Uma resposta em “Blues da noite perdida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s