Cafonália

Ridículo necessário do amor verdadeiro
estética brecholense do toque que incendeia
naftalina em seta de um cupido certeiro
emoção demodê de paixão que encandeia

para quem não liga que lhe caia a traça
a qual o tecido da vida estralhaça
para, depois, morrer de azia

ame sem medo de parecer cafona
que a nossa História nos abona
por ainda fazer, do amor, poesia

Anúncios

2 respostas em “Cafonália

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s