Calculista

Já contei todos os botões de suas camisas preferidas. As tatuagens, já sei onde ficam e o que significam. As sardas em seu rosto, já sei de cor. As mechas que são sutilmente menores em seu cabelo e que você cisma de rodar entre os dedos quando está pensando, idem. As suas variações de esmalte, as covinhas no rosto e o olhinho apertado como o de criança quando ri, eu sempre tento adivinhar a ordem em que virão. A cara de colo quando está triste e os pulinhos internos quando está alegre, eu já conheço e me enchem de ternura. Ainda assim, você sempre me surpreende em grande valência. És uma graça exponencial. És dízima periódica.

Anúncios

Uma resposta em “Calculista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s