Plano-sequência

Um filho parindo os pais, um deus cuspido e pregado vivo, um índio morto enforcado na gravata, um poste torto carregado de frutas-lâmpada, uma cadeira elétrica no cadafalso da guilhotina, um fascista escolhido democraticamente, um artista morto fazendo dueto, um comercial de combustível verde, um colírio sabor pimenta, uma gaiola presa no pássaro, um carro de dez anos ainda no plástico, um tênis de salto alto, uma criança trabalhando, um escritor de blog, uma palavra espontaneamente escolhida, uma prisão americana em Cuba, um ônibus que se diz metrô, um chinelo usado virado, uma droga usada para ficar sóbrio, um pobre elitista, uma vida que segue e cega.

Anúncios

Uma resposta em “Plano-sequência

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s